Proibicao plastico

Inglaterra proíbe venda de itens plásticos de uso único

A espera finalmente acabou e agora é lei: canudos plásticos, cotonetes e agitadores de plástico (aqueles usados para misturar café) estão banidos do território inglês. A lei que inicialmente deveria entrar em vigor em outubro de 2018 foi postergada para Abril de 2020 e, devido a pandemia do coronavírus, os planos foram adiados novamente para o primeiro dia útil de outubro do mesmo ano.

Apesar da venda dos itens plásticos de uso único ser proibida na Inglaterra, eles ainda poderão ser adquiridos em situações específicas, como por exemplo a utilização de canudos plásticos por pessoas com deficiências. Os canudos de plástico são baratos, flexíveis, podem ser utilizados para ambas bebidas quentes frias e são facilmente obtidos, atributos que são essenciais para algumas pessoas com deficiência. Em certos casos de desabilidade o indivíduo demora mais para beber, sendo assim alternativas ao canudo de plástico como o de papel apresentam maior risco de engasgo. Ademais, a maior parte dos canudos de papel e silicone não são flexíveis. 

Por outro lado, canudos de metal, vidro e bambu não são ideais para pessoas que têm problemas no controle de mordidas, assim como patologias neurológicas como Parkinson. Para refeições como um cafezinho à tarde ou uma sopa na janta, várias das alternativas como os canudos biodegradáveis não são adequados para líquidos em temperatura acima de 40ºC. O canudo de plástico possibilita um posicionamento mais adequado para a realização de uma sucção eficiente, além de facilitar o controle da velocidade e do volume de bebida que será ingerido. 

Para aqueles que estão se perguntando como será possível viver sem os cotonetes de plástico, o mercado (inclusive brasileiro) já apresenta diversas marcas de cotonetes com hastes de papel a preços acessíveis e comparáveis ao seu antecessor. Para quem quer ir além, também estão disponíveis no mercado os cotonetes reutilizáveis. Com haste feita de nylon e as pontas de silicone, basta limpar com água quente e sabão e o cotonete estará pronto para ser reutilizado. Pouco conhecidos ainda no Brasil, o produto, em comparação com os demais, apresenta um preço inicial elevado, embora a longo prazo ele seja pago pela quantidade de cotonetes descartáveis que deixam de ser utilizados. 

E quanto ao cafezinho. Como vai ser possível misturar o açúcar sem os famosos mexedores plásticos? Algumas cafeterias já estão pensando em oferecer como alternativas mexedores de madeira. Mas talvez o mais prático e fácil seja voltar a utilizar a nossa velha amiga de cozinha chamada colher. 

A Inglaterra entra para uma lista de mais de 50 nações que estão tentando banir os plásticos de uso único da vida de seus residentes, entre estes Bangladesh, Quênia e Ruanda. Algumas cidades e países optaram por não banir completamente os plásticos, mas sim implementar proibições parciais ou restrições como limitação do volume que pode ser produzido, estabelecer como obrigatórios requisitos de biodegradabilidade dos materiais comercializados, ou tributação destes. 

E qual é a situação do Brasil? Algumas cidades como Fortaleza, Salvador, Santos, além de todo o estado do Rio Grande do Norte já decretaram leis que proíbem canudos e plásticos descartáveis. Embora existam alguns projetos de lei em trâmite na câmara que preveem a proibição da fabricação e comercialização dos plásticos de uso único, ainda não há uma iniciativa concreta em curso em âmbito nacional. Em alguns municípios brasileiros as sacolas plásticas também chegaram a ser proibidas por um breve período, mas acabaram retornando. Ao passo que nove estados brasileiros apresentam legislação sobre banimentos de canudos plásticos, o mesmo só é observado para sacolas plásticas em sete unidades federativas.

No Comments

Post A Comment